Coisarada



Dicas

Acesse nossas dicas

Serviços de Termografia

A Coisarada Eletricidade agora conta com mais um serviço a disposição de seus clientes, o Laudo Técnico de Termografia, através da aquisição Câmera Térmica FLIR C2.

ANEEL abre consulta pública para discutir pré-pagamento de energia elétrica

A ANEEL quer ouvir a opinião do consumidor sobre o pré-pagamento de energia elétrica. A Agência considera que o sistema pode auxiliar os consumidores no controle dos gastos com a energia e quer discutir o assunto com a sociedade. Nesse sentido, está aberta a Consulta Pública nº 16/2017 que recebe contribuições por e-mail até o dia 19/3/18.

Curto Circuito - O que é e como evitá-los

Curtos circuitos, como o próprio nome diz, ocorrem quando encurtamos o caminho da impedância de um circuito ao ser feito uma ligação entre dois pontos, promovendo assim uma redução abrupta na impedância. Um curto circuito, em sua maioria, é causado por ligação metálica ao qual denominamos curto circuito franco ou arco metálico, porém pode também ser causado por galhos de árvores ou objetos que caem na linha.

Como acontece uma elevação na corrente do sistema, que pode chegar a ordem de 10 vezes a corrente nominal, ocorre dois efeitos no sistema: o efeito mecânico que ocorre quando surgem esforços mecânicos entre os condutores ou equipamentos conectados a linha e os efeitos térmicos que surgem devido ao superaquecimento dos condutores ou partes condutoras como fios e bornes. Por isso, o curto circuito é um dos maiores responsáveis por incêndios e acidentes domésticos relacionados à eletricidade.

Você sabe o que é um DPS?

É comum um termo técnico ser muito usado por um tipo de profissionais enquanto o grande público não o conhece ou não sabe o que significa. DPS é um desses termos – e pode ser mais importante do que você imagina.

Aterramento Elétrico: O que é e qual seu objetivo

O aterramento elétrico é, basicamente, uma das formas mais segura de interferirmos na eletricidade de maneira a proteger e garantir um bom funcionamento da instalação elétrica, além, é claro, de atender exigências de normas.

Pois bem, segundo a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), aterrar significa colocar instalações e equipamentos no mesmo potencial de modo que a diferença de potencial entre a terra e o equipamento seja zero. Isso é feito para que, ao operar máquinas e equipamentos elétricos ao realizar uma manutenção, o operador ou o profissional da área elétrica não receba descargas elétricas do equipamento que ele está manuseando, seja por corrente de falta (fuga de massa) ou por descarga eletrostática.